Oito maus hábitos que devemos controlar para sermos mais produtivos em nossa vida

Nada sabota a sua produtividade tão bem como maus hábitos. Eles são traiçoeiros, rastejam até você lentamente sem que você perceba o dano que eles estão causando.

 

Hábitos ruins te deixam lento, diminuem sua precisão, o torna menos criativo e sufocam o seu desempenho. Obter o controle de seus maus hábitos é fundamental e não apenas por causa da produtividade. Um estudo da Universidade de Minnesota descobriu que as pessoas que exercem um alto grau de autocontrole tendem a ser muito mais felizes do que aquelas que não o fazem, tanto no momento atual como no longo prazo.

Alguns maus hábitos causam mais problemas do que outros e os oito que seguem são os sugadores da atualidade. Deixar esses hábitos irá aumentar a sua produtividade e te permitirá desfrutar de um clima positivo em toda sua vida, que vem com o poder de maior autocontrole.

 

1. Usar seu telefone, tablet ou computador na cama.

Este é um dos grandes que a maioria das pessoas nem percebe que prejudica o seu sono e produtividade. A luz azul de curto-comprimento de onda desempenha um papel importante no seu humor, nível de energia e qualidade do sono. De manhã, a luz solar contém altas concentrações desta luz azul. Quando seus olhos são expostos diretamente a ela, a luz azul interrompe a produção de melatonina, hormônio indutor do sono e faz você se sentir mais alerta. À tarde, os raios solares perdem sua luz azul, o que permite que seu corpo produza melatonina e comece a deixá-lo sonolento.

À noite, seu cérebro não espera qualquer exposição à luz azul e é muito sensível a ela. A maioria de nossos dispositivos favoritos da noite - laptops, tablets, televisores e telefones celulares - emitem luz azul de curto-comprimento de onda e no caso de seu laptop, tablet e telefone, fazem isso brilhantemente e diretamente em seu rosto. Esta exposição prejudica a produção de melatonina e interfere com a sua capacidade de adormecer, bem como com a qualidade do seu sono. Como todos nós já experimentamos, uma noite de sono mal dormida tem efeitos desastrosos sobre a produtividade. A melhor coisa que você pode fazer é evitar esses dispositivos após o jantar (televisão é OK para a maioria das pessoas, desde que se sente o suficiente longe do aparelho).

 

2. Navegar impulsivamente na Internet.

Leva 15 minutos consecutivos de foco antes que você possa engajar plenamente em uma tarefa. Uma vez que você consiga, você cai em um estado eufórico de aumento da produtividade chamado fluxo. A pesquisa mostra que as pessoas em um “estado de fluxo* são cinco vezes mais produtivas do que sem ele. Quando você clica em algo fora de seu trabalho porque você tem uma coceirinha para verificar notícias, Facebook ou placar de um esporte, isto o puxa fora desse fluxo. Isso significa que você tem que passar por outros 15 minutos de foco contínuo para entrar novamente no estado de fluxo. Clique dentro e fora de seu trabalho ao longo do dia algumas vezes e você pode passar por um dia inteiro sem experimentar *o fluxo*.

 

3. Perfeccionismo.

A maioria dos escritores passam horas incontáveis ​​em brainstorming de personagens e enredo, até mesmo escrever página após página que eles sabem que nunca vão incluir no livro. Eles fazem isso porque sabem que as ideias precisam de tempo para se desenvolver. Tendemos a congelar quando é hora de começar porque achamos que nossas ideias não são perfeitas e o que produzimos pode não estar bom. Como você pode sempre produzir algo grandioso se você não começar a dar às suas ideias tempo para evoluir? Autor Jodi Picoult resumiu a importância de evitar o perfeccionismo perfeitamente: "Você pode editar uma página ruim, mas você não pode editar uma página em branco."

 

4. Reuniões.

Reuniões engolem seu precioso tempo como nenhuma outra coisa. Pessoas ultra produtivas evitam reuniões tanto quanto humanamente possível. Eles sabem que uma reunião vai se arrastar para sempre se eles deixarem, então quando eles precisam ter uma reunião, informam a todos no início que eles vão cumprir a programação prevista. Isso define um limite claro que motiva todos a serem mais focados e eficientes.

 

5. Responder aos e-mails conforme chegam.

Pessoas produtivas não permitem que seu e-mail seja uma interrupção constante. Além de verificar seu e-mail em um cronograma, eles se beneficiam de recursos que priorizam mensagens por remetente. Eles definem alertas para seus fornecedores mais importantes e seus melhores clientes e eles deixam o resto até chegarem a um ponto de parada em seu trabalho. Algumas pessoas até criam um mecanismo de resposta que permite que os remetentes saibam quando eles estarão verificando seu e-mail novamente.

 

6. Apertar o botão de soneca.

Quando você dorme seu cérebro se move através de uma elaborada série de ciclos, o último dos quais prepara você para estar alerta em seu despertar. É por isso que às vezes você acorda logo antes que seu despertador tocar - seu cérebro sabe que é hora de acordar e está pronto para fazê-lo. Quando você aperta o botão soneca e cai de volta adormecido, você perde este alerta e acorda tarde, cansado e atordoado. O pior de tudo, este estado grogue pode levar horas para passar. Portanto, não importa o quão cansado você pensa que está quando seu despertador toca, force-se para fora da cama se você quiser ter uma manhã produtiva.

 

7. Multitarefa.

Multitarefa é um assassino de produtividade. Pesquisas realizadas na Universidade de Stanford confirmam que a multitarefa é menos produtiva do que fazer uma única coisa de cada vez. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que são regularmente bombardeadas com vários fluxos de informações eletrônicas não podem prestar atenção, recordar informações ou mudar de um trabalho para outro, bem como aqueles que completam uma tarefa de cada vez. Quando você tenta fazer duas coisas ao mesmo tempo seu cérebro não tem a capacidade de realizar ambas as tarefas com sucesso.

Mas e se algumas pessoas têm um dom especial para multitarefa? Os pesquisadores de Stanford compararam grupos de pessoas, com base em sua tendência para multitarefa e sua crença de que isso ajuda a sua performance. Eles descobriram que os multitarefas hardcore ​​- aqueles que fazem isso muito e achavam que isso aumentavam seu desempenho - eram piores na multitarefa do que aqueles que gostavam de fazer uma única coisa de cada vez. Os multitarefas freqüentes tiveram um desempenho pior porque tinham mais dificuldade em organizar seus pensamentos e filtrar informações irrelevantes e eram mais lentos na mudança de uma tarefa para outra.

 

8. Retirando tarefas difíceis.

Temos uma quantidade limitada de energia mental e à medida que esgotamos essa energia, nossa decisão e produtividade diminuem rapidamente. Isso é chamado de fadiga de decisão. Quando você adiar tarefas difíceis até tarde no dia, porque elas estão te intimidando, você as está guardando para quando você está no seu pior. Para vencer a fadiga da decisão, você deve enfrentar tarefas complexas pela manhã, quando sua mente está fresca.

 

Em resumo, alguns destes hábitos podem parecer pouca coisa, mas eles somam entre si. A maioria equivale a uma escolha pessoal entre prazeres imediatos e duradouros. Afinal, o pior hábito é perder a noção do que realmente importa para você. 

Cursos Divisão Nacional

Cursos Divisão Internacional

Inscrição Comanda

Inscrição Newsletter