(RH-3) Como Medir Resultados na Área de RH

(RH-3) Como Medir Resultados na Área de RH

Free

About this course

Datas

25 de abril de 2022

11 de julho de 2022

17 de outubro de 2022

12 de dezembro de 2022

Período e Carga Horária

Diurno

8 horas

NOTURNOS/ SÁBADOS possuem valores reduzidos – entrar em contato pelo telefone: (11) 3097-9646

A – JUSTIFICATIVA

  • A área de RH tradicionalmente vivia afastada dos negócios da empresa. MEDIR era uma palavra pouco usada, por isso a área sempre foi vista como uma área de custos. Atualmente exige-se da área uma performance mais orientada para lucratividade e competitividade do negócio. O pessoal de RH precisa reciclar seus conceitos e paradigmas para aceitar bem os novos desafios para ocupar posições na linha de frente dos negócios, lutar ombro a ombro com o pessoal de vendas e marketing aumentando as vendas e a lucratividade dos negócios. “Quem não mede não conhece”; “Ciência é medição com precisão” e outras verdades tradicionais precisam ser incorporadas pelo pessoal de RH. Os planos e projeto de RH para serem bem aceitos e prestigiados precisam se basear em indicadores de medidas compreendidos, aceitos e incorporados por toda a empresa.

 

Os responsáveis pelas áreas de RH dificilmente conseguirão reunir – sozinhos – o conjunto de técnicas apresentadas neste programa, sendo as principais:

  • “Levantamento” dos atuais fluxos dos processos de trabalho das principais áreas de RH;
  • Indicadores-chave dos desempenhos e das performances dessas áreas;
  • As técnicas de “reengenharia” que quebram os paradigmas;
  • Os indicadores colocados em redes de tempo real;
  • O uso dos indicadores como estímulos competitivos motivacionais;
  • A reestruturação das áreas em função dos fluxos vitais;
  • Limitar as “organizações que aprendem”, transformando a leitura dos indicadores para identificar necessidades de treinamento e superá-las com programas de T&D sob medida.

B – OBJETIVOS DO CURSO

a)Para os participantes: 

  • Capacitar a implementação em suas áreas de desempenho e de performance um conjunto essencial de indicadores de medidas de seus RHs;
  • Capacitar a reestruturação dessas áreas orientando-as para lucratividade e crescimento dos negócios, apoiadas em números confiáveis;
  • Capacitar a criação e a implementação de planos e programas de incentivos, apoiados em confiáveis padrões de medida, tanto de desempenho como de performance;
  • Animar o aperfeiçoamento de seus planos de remuneração, apoiados nesses indicadores, principalmente os planos de remuneração variável;
  • Implementar suas atuais políticas de recrutamento & seleção; benefícios, T&D; qualidade de vida; segurança, assistência médica, alimentação e outras, em indicadores de medidas confiáveis e universais.

b)Para a empresa: 

  • Passar a utilizar uma linguagem comum em todas as áreas – apoiada em indicadores confiáveis de medidas de desempenho e de performance;
  • Implementar planos de desenvolvimento, planos de aumento de produção, de vendas de redução de custos, apoiados em indicadores de medida compreendidos e aceitos;
  • Poder comparar – com vistas a planos de incentivos e emulação motivacional – os desempenhos e as performances de áreas assemelhadas e de diversas unidades da empresa;
  • Transformar os atuais esforços de hetero-avaliação periódica em exercícios de auto-avaliação contínua e auto-sustentada;
  • Dotar a vida da empresa de um verdadeiro Balanço Social, que permite comparar de forma segura e confiável, ano a ano, as melhorias nos desempenhos e nas performances;
  • Habilitar a empresa a apresentar seus indicadores em Programas Nacionais de Qualidade, Congressos de RH’s e outros de maneira eficaz e marcante, promovendo sua imagem e de seus gestores.

C – PÚBLICO ALVO

  • Gerentes, Analistas, Consultores Internos e Especialistas das áreas de Pessoal, Relações Industriais e Recursos Humanos, principalmente os que trabalham em programas de Qualidade, Reengenharia, produtividade e outros e que precisam profissionalizar gerencialmente suas áreas de desempenho e de performance.
  • O programa será útil – também – para pessoal das áreas de Finanças, Organização & Métodos; Qualidade Total, Produtividade; Pesquisa e Desenvolvimento e Controle de Qualidade, que fazem e apresentam projetos para serem avaliados e autorizados pelas hierarquias mais altas ou mesmo para órgãos públicos (de fiscalização e de fomento) e Bancos.

D – PROGRAMA

  • Por que as tradicionais estruturas de organização do trabalho não atendem mais às necessidades deste final de século.
  • O conceito de sistema aberto e auto-informado. A estruturação do trabalho em fluxos de processo. O conceito de CICLO DO TEMPO TOTAL.
  • Os parâmetros dos sistemas de trabalho: o detonador, os subsistemas técnicos e psico-sociais; os “inputs” a  transformar; os “outputs”; os sensores; os padrões de referência e os “feedbacks”.
  • Como medir cada um desses parâmetros: (os fatores do cargo x os fatores pessoais):

–    As condições de trabalho x as vulnerabilidades;

–    Os requisitos dos cargos x habilidades e capacitações;

–    As compensações e recompensas do cargo.

  • As métricas (desenvolvimento de escalas e unidades específicas); a taxionomia (classificações): análise (estudo das atividades conforme elas são efetivamente praticadas) e tecnologia da mensuração (desenvolvendo e implementado as próprias práticas, definindo os próprios indicadores apoiados em práticas comprovadas).
  • A natureza das capacidades humanas: habilidades motoras; verbalização; habilidades intelectuais (regras, conceitos e discriminações); estratégias cognitivas; estratégias emocionais e atitudes. Os indicadores-chave utilizados para medir essas capacidades.
  • Como habilitar os Gerentes e Chefes das diversas áreas a utilizar esses critérios.

E – METODOLOGIA

  • O programa é todo conduzido em função das atividades de cada participante, pois cada um, além de fazer um resumo dos processos de que participa, estuda e responde a alguns testes num breve trabalho preparatório.
  • São simuladas algumas situações de trabalho para possibilitarem uma fácil transferência para a realidade de trabalho de cada participante. Os necessários formulários para dar suporte a essas atividades são aperfeiçoados ao longo do encontro, para vestir como uma luva as necessidades de cada um e de cada área.
Autor / Apresentador

Consultores da equipe Comanda.

Investimento

R$ 1.100,00