Comunicação Não Violenta é muito mais do que você imagina.

Por que precisamos da Comunicação Não Violenta?

 

Os meios que usamos para nos comunicar atualmente nos distanciam do nosso estado compassivo natural, nos desconectando do nosso interlocutor ou até de nós mesmos, o que agrava as dificuldades na comunicação. Essa desconexão se refere a saber observar e diagnosticar sentimentos e sensações que são o reflexo de que necessidades humanas básicas e intransferíveis não estão sendo satisfeitas. E essa movimentação emocional só irá desaparecer ou se transformar se estas necessidades forem cuidadas.

 

Como esse distanciamento acontece? Existem muitas formas, uma das principais é um julgamento intrínseco que subtende que o outro está errado se não agir conforme nossos valores e necessidades. A partir daí brincamos de *jogo da culpa*. Outras formas de desconexão acontecem quando silenciamos, simpatizamos, nos comparamos, culpamos, insultamos, depreciamos, rotulamos, criticamos, a lista é longa, essas são algumas das formas que perdemos a conexão com o outro e de nós mesmos.

 

Nossa atenção se concentra em classificar, analisar e determinar níveis de erro, ao invés de forcarmos no que nós e o outro necessitamos e não estamos obtendo. E a partir daí temos em nossa frente uma pessoa que estará mais preocupada em se defender, atacar de volta e ser violento ao invés de escutar e focarem juntos na estratégia para a compreensão e resolução do conflito.

 

Ao viver uma jornada de Comunicação Não Violenta com a nossa especialista, você irá aprender a ter mais autonomia sobre suas decisões, a viver com mais autenticidade perante seus desejos e desenvolverá empatia genuína em todas as suas relações: a com os outros e claro, a que você tem com você mesma(o).

Entre em contato conosco, descubra o porquê da CNV estar sendo utilizada amplamente em empresas e em relações pessoais, transformando a forma como as pessoas se enxergam e construindo ambientes cada vez mais colaborativos.